Cap 25 - O ESPÍRITO SANTO



ATOS 19:1-7

INTRODUÇÃO

Estas Escrituras têm sido um campo de batalha e controvérsia. Dois erros principais têm sido baseados nesta porção de Escritura.

A. O batismo de João não era válido para esta dispensação e, portanto, aqueles homens foram rebatizados.
B. Depois de uma pessoa estar salva ela tem que buscar uma segunda experiência na qual ela recebe o Espírito Santo.

I. INFORMAÇÃO HISTÓRICA.

Entender vs. 1-7, devem ser reconhecidos vários fatos:

A. Neste momento João Batista estava morto a mais de vinte anos.

B. Éfeso ficava longe da Judéia, onde foi difundido o ministério de João.

C. João, enquanto na terra, tinha recebido autoridade do Céu para batizar (João 1:6, Marcos 11:30). Esta autoridade não foi transmitida para os seus discípulos. Cristo e os apóstolos foram batizados por João e era Cristo quem dava a autoridade aos discípulos para que eles batizassem (João 4:1-2, Mateus 28:28-29).

D. Alguns dos que estiveram sobre a influência difundida por João não permaneceram para se tornarem discípulos de Cristo. Estes homens eram ignorantes (não sabiam) da vinda do Espírito (Atos 2) e de outras grandes verdades.

E. Alguns destes homens durante anos tentaram ensinar os outros, mesmo tendo, eles mesmos, uma compreensão imperfeita daquilo que sabiam. Alguns até puseram-se a batizar como João.

II. EXPOSIÇÃO DE VERSÍCULO POR VERSÍCULO.

A. Versículo 1 - Paulo veio para a grande cidade de Éfeso. Aqui foi iniciado um ministério que eventualmente afetou toda a Ásia Menor (verso 10).

B. Versículo 2 - Em Éfeso, Paulo conheceu certos homens que tinham sido erroneamente ensinados e tinham sido batizados sem a autoridade de alguém que professou ser um seguidor de João Batista (Apolo?). Estes homens obviamente não haviam conhecido a João porque eram ignorantes sobre o batismo com o Espírito e de outras verdades que João pregou (Mateus 3:11; João 1:26 - 30).

Paulo, ao encontrar-se com eles, notou que lhes faltava algo. A sua pergunta e a resposta que eles deram revelou uma ignorância de:

1. A pessoa do Espírito Santo que habita no coração dos crentes.
2. O sinal do batismo com o Espírito predito por João. Este já havia sido recebido pelos judeus crentes (Atos 2), os crentes de Samaria (Atos 8) e o Gentios (Atos 10).

[Os Pentecostais têm pervertido o significado mostrado por Paulo por ensinarem a segunda bênção. Tanto Jesus Cristo quanto Paulo ensinaram que o Espírito é recebido pela fé (João 7:38-39, Galátas 4:6). Os que conheciam o idioma grego, sabiam que a pergunta de Paulo implicaria em o Espírito vir habitar em nós no tempo que nós cremos e não em um dia posterior. O particípio refere-se ao mesmo tempo ao verbo.]

C. Versículo 3 - Todo o batismo está "em" doutrina e autoridade de alguém (I Coríntios 10:2). Com o batismo nós nos identificamos com alguém ou algum sistema de doutrina. Quando Paulo ouviu as respostas ignorantes dadas por eles perguntou-lhes em que foram batizados. Eles responderam que haviam sido batizados na autoridade e no ensino de João. Eles não estavam reivindicando terem sido batizados pessoalmente por João.

D. Versículo 4. - Paulo, então, explicou a aqueles homens que estavam mal informados. Eles não sabiam o propósito do batismo ministrado por João, pareciam ignorantes de tudo ou quase tudo concernente a Cristo.

E. Versículo 5 - Paulo não batizou a aqueles homens por considerar o batismo de João inválido. Jesus Cristo, a cabeça da igreja, tinha o batismo de João. Os apóstolos, originais, tiveram somente o batismo de João. A primeira igreja instituída por Cristo durante o Seu ministério terrestre, era composta por pessoas que tinham somente o batismo de João. Nenhum destes foi rebatizado. É verdade que a igreja naquele momento estava em um estado pouco desenvolvido. Contudo, não há nenhuma razão para rejeitar o batismo de João. Fazer isso seria o mesmo que anular o batismo de todas as igrejas verdadeiras. Nosso batismo veio de João, por Cristo. Estes homens foram rebatizados porque:

1. Eles haviam sido batizados por um administrador sem autorização.
2. batismo é um ato de obediência à verdade. Estes homens não conheciam a verdade. De acordo com o versículo 4 eles nem mesmo sabiam o propósito do batismo de João.

F. Versículo 6-7 - Tendo sido batizados por Paulo aqueles homens receberam o sinal do batismo com o Espírito. Lembre-se que aquele batismo era um sinal que tinha o intuito de provar que o Espírito tinha vindo ao um povo. Esta é a última instância de um grupo no livro de Atos que recebeu este sinal. Foi dado a estes doze homens como prova de que aquilo que Paulo havia lhes ensinado era a verdade. Então, aqueles homens verdadeiramente vieram a saber o que João pregou. Eles seguiram o Messias que João havia pregado e receberam o batismo com o Espírito como João havia profetizado.

Autor: Pr Ron Crisp
Tradução: Albano Dalla Pria
Revisão e Editoração: Calvin Gardner

(voltar aos tópicos desse estudo)

Um comentário:

bastos_helio disse...

amigo em mateus 28/28/29/ não esiste só mateus28/18/19 conrija ook paz.